Saiba porque você deve pedir e guarda todas as notas fiscais

A nota fiscal comprova todas as compras e venda que você faz durante o ano.Nem todo mundo guarda este tipo de registro, mas você sabia que ele é muito importante? Existem algumas razões pelas quais você deve manter as notas. Entenda no texto a seguir o porquê você deve pedir e guardar todas as suas notas fiscais:

O que é a nota fiscal?

A nota fiscal é o registro de compra, venda ou prestação de serviços emitidos por empresas e até pequenos negócios. Este comprovante é importante tanto para o cliente como para quem o emitiu.

Enquanto para o cliente, este documento comprova a compra ou prestação de serviço, para a empresa, a nota fiscal representará controle financeiro.

Hoje em dia, muitas empresas se utilizam da nota fiscal eletrônica, uma facilidade que proporciona a economia de papel. No mercado,você poderá encontrar diferentes tipos de nota.

Por que guardar nota fiscal é importante?

Como você pôde conferir, a emissão da nota fiscal comprova compra ou prestação de serviço par ao cliente, mas além deste aspecto, vale mencionar que ela será o registro que pode provar gastos tributáveis.

Todo ano, os contribuintes devem declarar e pagar o imposto de renda. Desta taxa são descontado gastos dedutíveis do IR. Verifique se você se faz parte de quem deve declarar o Imposto de Renda 2019 e realize o processo. Não cumprir com o IR pode fazer com que você caia na malha fina!

Em que a nota fiscal interfere no imposto de renda?

Existem algumas despesas que podem ser deduzidas do imposto de renda e por isso a emissão da nota fiscal é importante. Sem contar que com o registro de transferência financeira, você comprova os gastos que serão descontados do seu IR.

Desta forma, você pode receber a restituição do valor do imposto. Se você não sabe quando será paga a sua restituição, precisa consultar Lote do Imposto de Renda.

O que pode ser deduzido do imposto?

Nem todas as despesas podem ser deduzidas do imposto de renda. Por isso, para realizar a declaração corretamente, confira a seguir o que deve ser considerado:

  • Despesas com saúde;
  • Despesas com educação;;
  • Registro de dependentes;
  • Gasto com saúde e educação para os dependentes;
  • Gasto com pensão alimentícia determinada por ordem judicial;
  • Previdência oficial;
  • Previdência privada;
  • Despesas com aparelhos ortopédicos.

Fique atento aos gastos e preencha os dados corretamente na hora de declarar o imposto de renda. Vale lembrar que cada uma das despesas deve ser devidamente comprovada por documentos.